quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Projeto Rota do Peixe foi destaque durante evento no oeste da Bahia

 Projeto Rota do Peixe foi destaque durante evento no oeste da Bahia


O projeto Rota do Peixe Barreiras-Irecê, que foi idealizado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e está sendo analisado pelo Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), foi um dos principais destaques do I Seminário de Pesca e Aquicultura do Oeste da Bahia. O evento ocorreu em Barreiras, no Médio São Francisco baiano, área de atuação da 2ª Superintendência Regional da Companhia, com sede em Bom Jesus da Lapa, região baiano do Médio São Francisco.


O projeto envolve o trajeto entre a região de Barreiras e o Baixio de Irecê e pretende explorar o potencial que a piscicultura já tem na região de Barreiras, principalmente no perímetro irrigado de São Desidério, bem como estudar a viabilidade da atividade na região de Irecê, onde está previsto um estudo para avaliar a criação de peixes em viveiros escavados.



Várias atividades devem ser desenvolvidas em torno do projeto, como a criação de uma unidade de produção de alevinos, uma fábrica de farinha e óleo de peixe – para aproveitamento dos restos –, além de assistência técnica para os produtores.



“A pesca é um elemento fundamental para a geração de emprego e renda da população regional. Aqui no Oeste existem hoje 133 hectares de lâminas d’água e mais de 2 mil toneladas de pescado, sendo que mais da metade dessa produção é originária da agricultura familiar”, comentou Humberto Santa Cruz, presidente da União dos Municípios do Oeste da Bahia (Umob) e prefeito de Luís Eduardo Magalhães.



 


As palestras que ocorreram durante o evento abordaram temas como licenciamento ambiental em aquicultura; sanidade de organismos aquáticos; assistência técnica de pesca e aquicultura; estratégia de gestão e comercialização de pescado e estruturação do crédito agrícola.


O superintendente regional da Codevasf, Lourival Gusmão, discursou sobre as ações da empresa para fomento às atividades de pesca e aquicultura no oeste baiano. “A aquicultura tem grande importância na região Oeste e é fundamental que se invista nessa área. Barreiras vai deixar de ser um polo de soja e passar a ser, também, um polo de aquicultura. A Codevasf tem um papel ímpar nesse processo, como fomentadora. Estamos em um momento importante, um estágio final para aprovação do projeto Rota do Peixe, que estimulará ainda mais a atividade”, disse Lourival Gusmão.



“A região é muito importante para a piscicultura na Bahia porque o perímetro de São Desidério, por exemplo, possui a maior área de viveiros escavados da Bahia. É a segunda maior região produtora de pescado do estado, responsável por cerca de 13% da produção baiana, com 3,2 mil quilos de pescado por hectare em um ano. Por isso, a atividade deve ser estimulada”, destacou Isabel Denis, analista em desenvolvimento regional da Codevasf.



Durante o evento, também foi assinado um acordo de cooperação entre a Codevasf, a Bahia Pesca e a prefeitura de Barreiras, que prevê a transferência da gestão da Unidade de Beneficiamento de Pescado de Barreiras (UBP), construída e equipada pela Codevasf, para a Cooperativa Mista dos Agricultores Familiares de São Desidério (Coomaf).


Fonte:Ascom Codevasf

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...